PUXADORES

Mariane Malucelli   12/01/2018

Você sabia que o COMPRIMENTO DA CORDA que você usa no exercício faz diferença no cenário mecânico? Quanto mais as cordas se afastam do centro durante o exercício, maior é a alteração da resistência.

Isso acontece pois estamos lidando com MANOPLAS DE FORÇAS DIVERGENTES.

Puxadores

MAS O QUE É ISSO?

Quando as cordas se separam o esforço exigido de cada lado muda. Apenas parte do esforço do cliente/paciente está diretamente se opondo ao cabo (para baixo). A outra parte está trabalhando para separar a corda (para o lado).

Quanto mais as cordas são separadas, ou seja, quanto maior for o ângulo formado entre os lados, mais esforço é necessário na direção de "abrir" as mesmas. Assim, a resultante desses dois componentes de força (para baixo e para o lado) aumenta com o aumento do ângulo, o que aumenta a magnitude da resistência.

Você consegue ver que, para alcançar a mesma abertura, a corda mais curta precisa abrir MAIS que a corda mais longa?

Uma corda mais longa alcançará a mesma abertura com um menor ângulo de separação, o que resultará em menores alterações na resistência.

Por isso, cordas mais LONGAS oferecem VANTAGENS com relação a cordas mais curtas.

 

Junte-se à rede mundial RTS
Cadastre-se e recebe conteúdos como este com prioridade


Mariane Malucelli

Fisioterapeuta licenciada no Brasil e nos USA, especialista em Mecânica do Exercício, residente em traumato ortopedia na OrthoCarolina (USA). Palestrante da Cybex no Brasil entre 2003 e 2006. Diretora dos programas do RTS no Brasil desde 2003. Professora de Pós Graduação em Mecânica do Exercício, na PUC-PR e Universidade Positivo. E por último, porém o mais importante: mãe da Chloe e do Benjamin, esposa do Marcos e apaixonada pela vida!

QUEREMOS SABER O QUE VOCÊ PENSA

O que você achou deste conteúdo? Conte-nos nos comentários abaixo.

Junte-se à rede mundial RTS


Cadastre-se e receba conteúdos como este com prioridade

SOBRE
VEM COM A GENTE
ÚLTIMAS POSTAGENS