PONTE DORSAL

ELEVAÇÃO DA PELVE

Mariane Malucelli   23/02/2018

Muito usada na reabilitação e em academias, a PONTE DORSAL, também conhecida como ELEVAÇÃO DA PELVE, é prescrita geralmente para gerar estímulo para a musculatura extensora do quadril, incluindo o GLÚTEO MÁXIMO.

BRAÇOS DO MOMENTO

  1. O braço do momento é a MENOR distância entre a linha da força e o eixo; atravessa o eixo e é perpendicular à linha da força.

  2. No exercício, os braços do momento devem ser localizados através da linha da força RESULTANTE.

Consegue ver semelhança entre a PONTE DORSAL (ou elevação da pelve) e o exercício de AGACHAMENTO NA PAREDE?

Em ambos, usamos a FORÇA DO ATRITO e a FORÇA DE REAÇÃO DO SOLO para encontrar a FORÇA RESULTANTE. É a partir da força resultante que determinaremos os braços do momento para as articulações.

IMAGEM 1

Localizamos os vetores que representam a FORÇA DO ATRITO (vetor vermelho) e a FORÇA DE REAÇÃO DO SOLO (vetor amarelo). O tamanho dos vetores é relativo. Quanto mais o pé do indivíduo "quiser escorregar" para frente, maior será a força que ele fará na direção horizontal e menor será a força que fará na direção vertical, ou seja, maior será a força de atrito (vetor vermelho) e menor a força de reação do solo (vetor amarelo). O inverso também é verdadeiro.

IMAGEM 2 

A partir dos vetores encontrados na imagem 1, utilizaremos a regra do paralelogramo para determinar o vetor RESULTANTE (representado por um vetor azul).

IMAGEM 3

Nessa imagem, prolongamos a linha da força (tracejado azul) para determinar os BRAÇOS DO MOMENTO para o QUADRIL e para o JOELHO.

Você consegue enxergar a principal diferença entre as imagens do exercício?

Pode parecer sutil, mas a POSIÇÃO DOS PÉS altera o cenário mecânico desse exercício. Determinamos os braços do momento da ponte dorsal considerando uma MENOR FORÇA DE ATRITO devido à posição dos pés mais próxima ao corpo (imagem 1). Quanto mais os pés são posicionados à frente (imagem 2), MAIOR é a força direcionada paralelamente ao solo (ATRITO) e MENOR é a força perpendicular ao solo (FORÇA DE REAÇÃO DO SOLO).

Dessa forma, teremos uma NOVA RESULTANTE, que gera OUTROS BRAÇOS DO MOMENTO. Nessa nova situação (imagem 2), temos um braço do momento MAIOR para o JOELHO e MENOR para o QUADRIL. É o contrário do que acontece na imagem 1, que apresenta braço do momento MENOR para o joelho e MAIOR para o QUADRIL.

RESUMO: a mudança na posição dos pés muda a ênfase muscular no exercício e muda as forças geradas dentro das articulações.

A POSIÇÃO é uma das variáveis da FÓRMULA DO EXERCÍCIO. Saber manipular as variáveis pode ser necessário quando você possui clientes/pacientes com restrições ou dores articulares.

CONCLUSÃO

Nesse esquema hipotético, o braço do momento para o quadril é MAIOR do que o braço do momento para o joelho. Ou seja, estamos gerando mais estímulo para os extensores do quadril que para os extensores do joelho. Lembrando que o tamanho dos vetores no desenho é apenas hipotético.

IMPORTANTE

No seu dia a dia, NÃO É NECESSÁRIO que você calcule numericamente as forças de atrito e os braços do momento. O mais importante é que você saiba os efeitos musculares e na articulação do estímulo que você, profissional do exercício, criou para aquele cliente/paciente.

OBSERVAÇÃO

Nesse esquema, não consideramos as forças de reação do solo e de atrito decorrentes do contato da cabeça e ombros do indivíduo no solo. Nosso intuito, por enquanto, é que você compreenda que todas as decisões tomadas no exercício vão interferir no resultado esperado. Lembramos que os vetores das imagens são hipotéticos e que existem ainda outras forças que atuam no sistema que não foram consideradas a fim de simplificar a análise.

Junte-se à rede mundial RTS
Cadastre-se e recebe conteúdos como este com prioridade


Mariane Malucelli

Fisioterapeuta licenciada no Brasil e nos USA, especialista em Mecânica do Exercício, residente em traumato ortopedia na OrthoCarolina (USA). Palestrante da Cybex no Brasil entre 2003 e 2006. Diretora dos programas do RTS no Brasil desde 2003. Professora de Pós Graduação em Mecânica do Exercício, na PUC-PR e Universidade Positivo. E por último, porém o mais importante: mãe da Chloe e do Benjamin, esposa do Marcos e apaixonada pela vida!

QUEREMOS SABER O QUE VOCÊ PENSA

O que você achou deste conteúdo? Conte-nos nos comentários abaixo.

Junte-se à rede mundial RTS


Cadastre-se e receba conteúdos como este com prioridade

SOBRE
VEM COM A GENTE
ÚLTIMAS POSTAGENS