Estudo Avançado Sobre Alavancas RTS - parte 1 (10a)

Inversão do Perfil da Resistência

Tom Purvis   27/10/2018

Se inicialmente, por fins didáticos, aprendemos no curso de MECÂNICA DO EXERCÍCIO a analisar a alavanca com apenas uma única força sendo aplicada... Chegou a hora de revelar que nenhuma força existe sozinha.

Também devemos ter cuidado com a afirmação que para toda força aplicada existe outra igual e contrária, pois isso resultaria em movimento igual a zero. Lembre-se de que o movimento é baseado no resultado total das forças.

Considere que assim que uma força é aplicada, existe alguma resposta de alguma outra força (inércia, tecidos...) compatível com o que está acontecendo dentro do corpo.

Postos esses conceitos, imagine uma pessoa tentando executar um exercício com a máxima perfeição, mas o PERFIL DA RESISTÊNCIA está invertido, ou seja, justamente na parte em que ela é mais fraca, o exercício fica mais pesado.

O que vai acontecer? Ela vai conseguir manter todo resto do corpo parado?

Junte-se à rede mundial RTS
Cadastre-se e recebe conteúdos como este com prioridade


Tom Purvis

Fisioterapeuta licenciado no USA desde 1983, especialista em Mecânica do Exercício. Consultor das empresas de equipamentos de musculação Nautilus, Cybex e Bowflex. Desenvolvedor e Head Trainer da NASM entre 1989 e 1999. Fundador e desenvolvedor dos Programas do RTS (Resistance Training Specialist) em 1997. Desenvolvedor da evolução da ciência da Mecânica do Exercício.

QUEREMOS SABER O QUE VOCÊ PENSA

O que você achou deste conteúdo? Conte-nos nos comentários abaixo.

Junte-se à rede mundial RTS


Cadastre-se e receba conteúdos como este com prioridade

SOBRE
VEM COM A GENTE
ÚLTIMAS POSTAGENS